Notícias

Quinta-feira, 28 Agosto, 2014

Grupo Amorim entra no Banco Luso Brasileiro

Janeiro 2012, Transações - Fusões e Aquisições | Serviços e Distribuição
Grupo Amorim entra no Banco Luso Brasileiro
©iStockphoto.com/CelsoDiniz
  • O Grupo Amorim e a empresa brasileira Caio Induscar adquiriram, cada um, uma participação de 33% no Banco Luso Brasileiro
  • O grupo Tavares de Almeida, até à data único acionista do banco, viu a sua participação reduzida a 33%
  • Operação materializou-se através de um aumento de capital no montante de BRL 100m

O Grupo Amorim e a empresa brasileira Caio Induscar adquiriram, cada um, uma participação de 33% no Banco Luso Brasileiro, através de uma operação de aumento de capital desta instituição financeira, no montante de 100 milhões de reais (cerca de 42,44 milhões de euros).

O Banco Luso Brasileiro, criado em 1989, está sedeado em São Paulo e era, até à data, integralmente detido pelo grupo brasileiro de origem portuguesa Tavares de Almeida, o qual está também presente noutras áreas de negócio, como a das bebidas (de que a marca de cachaça "Velho Barreiro" é exemplo), a do turismo e a da agricultura. A sua frágil situação financeira levou os acionistas do Banco Luso Brasileiro a optar por um aumento de capital. O banco registou, em 2010, um prejuízo de 2,5 milhões de reais.

O grupo Tavares de Almeida acordou um aumento de capital de 100 milhões de reais (cerca de 42,44 milhões de euros) no Banco Luso-Brasileiro, subscrito em partes iguais pelo grupo Amorim e pela empresa brasileira Caio Induscar. Desta forma, o grupo fundador viu a sua posição reduzida para cerca de 33%, o mesmo que o grupo Amorim e a Caio Induscar passam a deter na instituição finaceira.

Nota:
Para ter acesso a este conteúdo faça Login por favor.

Texto